FMI diz que crescimento em 2020 depende de reforma da Previdência e vê espaço para queda de juros no futuro

A economia do Brasil deve crescer 2,4% no próximo ano, uma aceleração em relação aos 0,8% esperados para 2019 – mas o crescimento depende da aprovação da reforma da Previdência, segundo relatório divulgado na noite de terça-feira (23) pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

“O crescimento é projetado em 0,8% em 2019, acelerando em 2020, condicionado à aprovação de uma robusta reforma previdenciária e condições financeiras favoráveis”, diz o fundo.

O relatório, uma avaliação periódica do fundo sobre a economia brasileira, aponta que uma recuperação lenta está a caminho, prejudicada por uma baixa demanda agregada e uma produtividade sem força.

Os diretores do fundo ressaltaram que uma consolidação fiscal e reformas arrojadas são necessárias para enfrentar a herança de baixo crescimento e alta dívida pública. “Eles concordaram que a reforma da Previdência é imperativa para garantir a sustentabilidade financeira”, diz o texto.

Com baixo crescimento e inflação sob controle, os diretores do FMI notaram ainda que, no futuro, pode haver espaço para redução da taxa básica de juros, hoje em 6,5% ao ano, no menor patamar da série histórica do Banco Central.

O FMI diz ainda que o fraco crescimento global e a recessão na Argentina estão prejudicando as exportações e contribuindo para a ampliação do déficit de conta corrente para 0,8% do PIB no ano passado – devendo deteriorar ainda mais, para 1,5% do PIB, no próximo ano.

“Ainda assim, a posição externa do Brasil permanece forte graças à grande quantidade de reservas, taxa de câmbio flexível e um déficit em conta corrente financiado totalmente por entradas de investimento estrangeiro direto. O sistema financeiro está bem capitalizado”.

O fundo apontou também que a melhora nas condições sociais ficou estagnada nos últimos anos, devido em parte à alta do desemprego, e os diretores enfatizaram a necessidade de proteger programas sociais efetivos, incluindo o Bolsa Família.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/07/24/fmi-diz-que-crescimento-em-2020-depende-de-reforma-da-previdencia-e-ve-espaco-para-queda-de-juros-no-futuro.ghtml

0 Comentários

Os comentários estão fechados.